Sandy
Se o tempo curasse, as farmácias vendiam relógios.
Desconhecido (via psicoter)

Reclama da COCA-COLA que vem com Rato, mas Engole LEITE que NÃO vem da Vaca. #CospeOuEngole?”

não precisa ter medo nem sentir arrepio é só dar uma sentada é grande mas é macio
E ele vai ser diferente de todos os caras que já passou na sua vida. Vai sim. Ele vai ser aquele que vai te ligar todas as noites para passar horas e horas conversando com você, ou só pra ouvir a sua voz mesmo. O tempo vai passar e vocês vão continuar conversando, sem se importar com a hora. Após desligar o celular, ele logo vai te mandar sms. Ele vai ser aquele que vai te mandar sms as 03hs da manhã dizendo que está pensando em você, ou dizendo que você não saía da cabeça dele a ponto de não deixá-lo dormir. Ele vai ser o cara vai te acordar com uma sms que vai te fazer sorrir logo as 8:30 da manhã, que vai estar escrita só um “bom dia meu amor.” Ele vai se declarar pra você de várias formas, da maneira dele. Ele vai passar o dia todo falando com você e pouco se importando com o que tinha pra fazer, pouco ligando se tinha futebol no final da tarde com os amigos, toda atenção dele vai ser voltada pra você. Ele vai ser capaz de após um longo dia falando com você, no final da noite, antes de dormir te dizer “Tô com saudades já.” Ele vai ser o cara que vai te fazer parar pra pensar no que ele disse e depois abrir aquele sorrisão no rosto, vai fazer com que você sorria quando você estiver chorando e que te faça soltar gargalhadas quando já está com vontade de chorar de novo. Ele vai te pedir pra ligar a webcam no MSN e ficar horas te vendo, sem se cansar e às vezes, até mesmo te mostrando alguma coisa que ele comprou na manhã. Vai estar te vendo na web e ainda vai te ligar e dizer “Sorria. Quero te ver sorrindo, vai.” Ele vai te marcar completamente. Vai fazer com que você sinta falta dele quando ele não tiver cartão no celular, ou quando tenha ido para um lugar onde não tenha sinal. Vai fazer com que você fique pensativa e que ele se torne o assunto entre você e sua melhor amiga. Ele vai te ligar quando você menos esperar e vai falar com você quando você menos quiser a companhia de alguém. Ele vai ficar o tempo todo com você, vai te fazer sorrir, vai te fazer se sentir feliz, vai te mostrar que você não está sozinha, vai te dar atenção, vai te fazer se sentir única e especial. Te fazer se sentir importante, amada quem sabe.
Dênis (via idealizar)
Ela só quer amar e ser amada, cansou dos vacilão que só dava mancada
Eles se amam. Todo mundo sabe mas ninguém acredita. Não conseguem ficar juntos. Simples. Complexo. Quase impossivel. Ele continua vivendo sua vidinha idealizada e ela continua idealizando sua vidinha. Alguns dizem que isso jamais daria certo. Outros dizem que foram feitos um para o outro. Eles preferem não dizer nada. Preferem meias palavras e milhares de coisas não ditas. Ela quer atitudes, ele quer ela. Todas as noites ela pensa nele, e todas as manhãs ele pensa nela. E assim vão vivendo até quando a vontade de estar com o outro for maior do que os outros. Enquanto o mundo vive lá fora, dentro de cada um tem um pedaço do outro. E mesmo sorrindo por ai, cada um sabe a falta que o outro faz. Nunca mais se viram, nunca mais se tocaram e nunca mais serão os mesmos. É fácil porque os dias passam rápidos demais, é dificil porque o sentimento fica, vai ficando e permanece dentro deles. E todos os dias eles se perguntam o que fazer. E imaginam os abraços, as noites com dores nas costas esquecidas pelo primeiro sorriso do outro. E que no momento certo se reencontrem e que nada, nada seja por acaso.
Tati Bernadi (via psicotr0pica)
Ontem chorei. Por tudo que fomos. Por tudo o que não conseguimos ser. Por tudo que se perdeu. Por termos nos perdido. Pelo que queríamos que fosse e não foi. Pela renúncia. Por valores não dados. Por erros cometidos. Acertos não comemorados. Palavras dissipadas.Versos brancos. Chorei pela guerra cotidiana. Pelas tentativas de sobrevivência. Pelos apelos de paz não atendidos. Pelo amor derramado. Pelo amor ofendido e aprisionado. Pelo amor perdido. Pelo respeito empoeirado em cima da estante. Pelo carinho esquecido junto das cartas envelhecidas no guarda- roupa. Pelos sonhos desafinados, estremecidos e adiados. Pela culpa. Toda a culpa. Minha. Sua. Nossa culpa. Por tudo que foi e voou. E não volta mais, pois que hoje é já outro dia. Chorei. Apronto agora os meus pés na estrada. Ponho-me a caminhar sob sol e vento. Vou ali ser feliz e já volto.
Caio Fernando Abreu. (via timido-filosofo)